A evolução do estilo do nado de peito no contexto histórico

Autores

  • William de Lima FMU
  • Moacyr Freitas SESI
  • Eduardo Araya Espinoza YMCA

Palavras-chave:

Nado Peito, Clássico, Estilo, Trudjen, FINA, Olimpíadas

Resumo

O nado de peito impõe grandes desafios,a começar pela posição do corpo: ela é horizontal quando se termina a braçada e expira o ar, e inclinada quando se projeta os braços para o lado, iniciando o impulso, e inspira o ar pela boca, expirando pelo nariz, com a cabeça submersa, no final da braçada. Ela começa com os braços estendidos para a frente e as mãos voltadas para fora. Eles se esticam para fora até a altura dos ombros, pontos em que os cotovelos se articulam e as mãos quase se unem sob o peito, com as palmas voltadas para dentro. As pernas são flexionadas e trazidas para junto das nádegas. Então, se estendem, mantendo os joelhos virados para o fundo da piscina e os calcanhares empurram a água para trás e para baixo, completando um circulo. Antigamente chamado de clássico, hoje o nado peito possui o estilo que mais sofreu modificações ao longo da história.

Referências

Lima W. Nadadores desafiam o estilo. Nadar Rev Bras Esp Aquat 1992; 51:6-8

O nadador José Sylvio Fiolo em 1968

Publicado

2022-03-05

Como Citar

1.
de Lima W, Freitas M, Araya Espinoza E. A evolução do estilo do nado de peito no contexto histórico. Nadar! Swim Mag [Internet]. 5º de março de 2022 [citado 4º de julho de 2022];2(165). Disponível em: https://www.revistanadar.com.br/index.php/Swimming-Magazine/article/view/18

ARK